Início » Sem categoria » ESFACELAMENTO DAS RELAÇÕES HUMANAS E AS MÍDIAS SOCIAIS.

ESFACELAMENTO DAS RELAÇÕES HUMANAS E AS MÍDIAS SOCIAIS.

Categorias

Para Pensarmos

"De modo diferente de muitos evangelistas modernos, que tem enriquecido, Moody era homem simples e honesto no tocante ao dinheiro, como em tudo o mais. Não aceitava lucros. Todos os proventos das vendas do hinário de sua autoria e de Ira D. Sankey eram administrados por uma junta de encarregados e eram destinados principalmente para o sustento das escolas de Northfield. Aproximando-se o tempo de sua morte, Moody era homem relativamente pobre. Ele declarou: 'Minha esposa e meus filhos simplesmente terão de confiar no mesmo Deus em que tenho confiado'". R. N. Champlin. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. vol. 4: Candeia, 1991. p. 355.

Modernidade Líquida

Em minhas palestras tenho afirmado, sem titubear, que o conceito de AMIZADE está sendo esfacelado pelas mídias sociais. Nossas relações humanas, de fraternidade cristã, familiares e as nossas amizades estão sendo reduzidas a pó gradualmente (e talvez a largos passos) nessa era tão marcada pelo vazio, pela incerteza quanto à todas as certezas… Nessa era indefinível…
Assim, quero chamar sua atenção, querido(a) leitor(a), para o fato de que AMIGO não é aquilo que temos no Facebook, mas sim aquele que liga para nós, que conhece nosso temperamento, que por vezes se coloca debaixo de nossos jugos pessoais, que vem a nossa casa, que abre nossa geladeira, que deita em nosso sofá, que nos confronta em nossas debilidades… Enfim, como disse alguém, “amigo: alguém que sabe tudo a seu respeito e mesmo assim gosta de você”. Tal tipo de relação jamais poderá ser mediada por clicks, pela tela de um PC, por curtidas, por visualizações… Ela demanda convivência real, tempo, paciência, amor.
Parece que atualmente as pessoas se contentam mais com um tablet ou um celular à mão do que com um bom e velho aperto de mãos, em estar com pessoas, em conviver com elas. Curiosamente, esse tipo de comportamento vem sendo assumido por aqueles que jamais deveriam fazê-lo: os cristãos. Lembremos que a Igreja primeva era marcada, profundamente, pela koinonia, comunhão, entre os irmãos. “Tinham tudo em comum”, é o que lemos em Atos. Temos uma facilidade enorme para “compartilhar” no Face, mas não nas das vicissitudes do próximo; curtimos muita coisa na linha do tempo, mas pouco tempo tomamos de nosso tempo para apreciar as conquistas do outro; visualizamos bastante o que postam pelo Whats ou pelo Face, mas pouco enxergamos o que sente ou o que necessita meu irmão em Cristo.
É curioso que tenhamos tantos “contatos” em nosso celular e ao mesmo tempo estejamos sendo tomados por esse isolamento social. Nossas relações, assim, em nossas igrejas inclusive, tornam-se tribalistas (perdoem-me pela força da expressão), locais, geográficas, circunstanciais. Não criamos situações para estar com os amigos; dependemos delas para termos amigos… Meus “amigos” são meus amigos porque pertencemos ao mesmo ministério, ou porque professamos a mesma convicção soteriológica, ou ainda, porque moramos no mesmo bairro. Isso, para mim, é chocante. Chame-me do que quiser: melancólico, utópico, irrealista, surreal, fantasioso, “viajante”… E talvez eu seja mesmo, afinal, eu não sou pós-moderno, embora esteja vivendo na Pós-modernidade.

Será que nós, evangélicos brasileiros, precisamos ser evangelizados outra vez?

Roney Ricardo Cozzer

Anúncios

2 Comentários

  1. Oseas de Menezes disse:

    Excelente post meu nobre amigo! Muito marcante a frase: “Será que nós evangélicos brasileiros precisamos ser evangelizados outra vez?” Infelizmente isso é o que vemos no dia a dia, já não dão mais valor a uma amizade sincera. Que Deus nos guarde. Forte abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: