Início » Sem categoria » Como se não houvesse amanhã…

Como se não houvesse amanhã…

Categorias

Para Pensarmos

"De modo diferente de muitos evangelistas modernos, que tem enriquecido, Moody era homem simples e honesto no tocante ao dinheiro, como em tudo o mais. Não aceitava lucros. Todos os proventos das vendas do hinário de sua autoria e de Ira D. Sankey eram administrados por uma junta de encarregados e eram destinados principalmente para o sustento das escolas de Northfield. Aproximando-se o tempo de sua morte, Moody era homem relativamente pobre. Ele declarou: 'Minha esposa e meus filhos simplesmente terão de confiar no mesmo Deus em que tenho confiado'". R. N. Champlin. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. vol. 4: Candeia, 1991. p. 355.

“O amor deve ser sincero. Odeiem o que é mau; apeguem-se ao que é bom. Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honra aos outros mais do que a vocês” (Romanos 12.9-10).

 

Todos falam do amor como um sentimento maravilhoso, e realmente é, mas é diferente tratá-lo como uma regra de vida, como atitudes e ações.

 

O trecho do versículo 9 em diante deste capítulo apresenta a vida cristã normal, a base necessária para a prática da vida cristã, seja individualmente ou em comunidade. Interessante que, nos versículos anteriores, Paulo fala dos diferentes dons que nos são dados, e logo em sequência fala a respeito do amor, dizendo que esse deve ser sincero. Isso porque ter todos os dons e não ter amor de nada serve. O amor é uma prática que, como cristãos, devemos adotar em nossas vidas e pregar, acima de tudo, com ações. Ele precisa estar acima de qualquer doutrina, corrente teológica ou estudo, pois ele é a base do evangelho. Você pode ler a história de Jesus inteira sem saber conceitos teológicos, mas ainda assim perceberá que tudo foi feito baseado no amor de Deus, do qual nos foi dada a missão de falar a todo o mundo. Aliás, em meio a tantos possíveis assuntos que Jesus poderia ter falado em seu último sermão aos discípulos, Ele falou justamente a respeito do amor, e do amor como atitude e regra de conduta do cristão, pois assim devemos ser reconhecidos.

 

Realmente estava certo aquele que disse ser preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque o seu amanhã realmente pode não existir. E se deixarmos para espalhar o amor amanhã e ele não vier? E se for tarde demais? O que importa é o hoje. Faça hoje; ame hoje; pregue e viva hoje. Sua vida é um meio extraordinário de espalhar a mensagem de Cristo, e você pode fazer isso sem saber conceito humano algum. Como? Amando quem está próximo, como se não houvesse mesmo o amanhã, porque, na verdade, o que importa é o hoje e o agora. Amanhã pode ser tarde. Que Deus nos ajude a ser mais amorosos. Que possamos nos dedicar mais à causa do outro, e que nossa “sabedoria” não nos torne indiferentes ao próximo, a quem se refere todo o evangelho. Que Deus nos abençoe.

 

Igor Faiçal

igorfmfs@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: