Início » ARTIGOS

ARTIGOS

Mas afinal, o que é ser um homem de Deus?

Por Roney Ricardo

Nós, evangélicos brasileiros, ao longo dos anos, produzimos quase que um linguajar próprio, exclusivo e às vezes só entendido mesmo por quem “fala a mesma língua”. Sem dúvida, esse “evangeliquês” bebeu muito da tão querida e amada versão da Bíblia, a Almeida Revista e Corrigida, com seu português arcaico, belo, elegante, mas “pesado”, que a edição de 1995 amenizou, mas não retirou, até por ser esse mesmo o estilo da Corrigida, como bem sabemos. Incluímos assim em nosso vocabulário palavras e expressões que nem fazem mais parte do nosso português corrente, coloquial, do nosso dia a dia, ou ainda, incluímos palavras que mudaram totalmente de sentido, mas que usamos com os sentidos que já não tem mais… Herança da Corrigida. Como exemplo, consideremos a palavra “buzina” que em Joel aponta para um instrumento de sopro, mas que em nosso contexto nos faz lembrar da buzina de um carro – coisas bem diferentes uma da outra e com finalidades bem distintas.

Tal vocabulário passou a permear nossas homilias, liturgias e até nossas conversas à mesa. Varão, alma, vaso, mistério, coabitar, concupiscência, dentre outras, são algumas dessas palavras que delineiam nosso “evangeliquês”. Diante disso, chego a concluir que temos diante… Leia mais clicando em  Mas afinal, o que é ser um homem de Deus. Roney Ricardo

_________________________________________________________________________________________________

Divórcio, repúdio e a Igreja

Por Roney Ricardo

Vários textos bíblicos precisam ser considerados quando falamos de divórcio. Na literatura apócrifa e em textos de Flavio Josefo também encontramos referências ao divórcio, inclusive em textos talmúdicos. Deuteronômio 24.1-4 e Mateus 19.1-9 são dois textos que estão estritamente relacionados, haja vista que este está discutindo o assunto à luz daquele. Um ponto muito debatido com relação aos textos é a expressão “algo que ele reprova” (NVI), ou “coisa feia[1]”, conforme a ARC, que aparece em Deuteronômio 24.1. O que seria essa coisa feia? De Vaux comenta que a “expressão é muito genérica e, na época rabínica, discutia-se vigorosamente sobre a abrangência dese texto”[2]. Dois importantes rabinos que viveram antes de Jesus, Hilel e Shammai, deram suas interpretações para o que viria a ser “coisa feia”, porém com perspectivas bem diferentes. Conflitantes mesmo. Hilel, mais liberal[3], entendia que “coisa feia” poderia ser até mesmo coisas triviais do dia a dia da convivência da mulher com o marido, como queimar a comida, por exemplo, e que isso seria uma justificativa suficiente para o homem dar carta de divórcio à sua esposa. Sammai, mais conservador, entendia que “coisa feia” era uma referência à… Leia mais clicando em Divórcio, repúdio e a igreja. Roney Ricardo

_________________________________________________________________________________________________

Momento saudosista

Por Roney Ricardo

Reconheço que sou um pouco (só um pouquinho…) saudosista.Definitivamente, não gosto de ficar preso ao passado. Passado é passado, e precisamos avançar. O ser humano aprende com o passado, projeta o futuro, mas vive no presente. Há quem diga que essa história de “aprender com o passado” não funciona porque nós continuamos cometendo os mesmos erros. Concordo em partes, mas admito que mudamos muito de nossas atitudes e repensamos muitas de nossas decisões com base no que vivemos e vimos no passado. Recentemente, amarguei, junto com um irmão e um amigo, um grande fracasso financeiro. Tentamos abrir um negócio que, infelizmente, não deu certo. Conversando sobre o assunto com alguém ouvi que numa próxima tentativa, sem dúvida eu não cometeria os mesmos erros que cometi dessa vez. E é verdade. De certa forma, já estou aprendendo com o que passou. Assim, concluo que sentir saudade é algo bom. A saudade nos faz lembrar de pessoas queridas, nos faz recordar, e “recordar é viver”. Nos faz reconhecer a falta, e reconhecer a falta nos leva muitas vezes a valorizar. Assim, eu gosto da saudade. Mas penso que… Leia mais clicando em Momento saudosista

_________________________________________________________________________________________________

Bíblias de estudo: precisamos de mais? 

Por Roney Ricardo

Foi com muita alegria que pude ter um de meus “rascunhos” prefaciados por aquele que considero ser não apenas um pregador, mas um pregador-teólogo comprometido com a verdade do evangelho, Pr. Hernandes Dias Lopes. Suas palavras naquele prefácio foram marcantes: “Hoje o Brasil é o país que mais imprime bíblias no mundo, mas ainda temos uma geração de analfabetos da Bíblia. Poucas igrejas têm um compromisso sólido com o ensino das Escrituras”. De fato, convivemos com uma negligência enorme no que tange ao ensino sistemático das Escrituras… leia mais clicando em Bíblias de Estudo, precisamos de mais Roney Ricardo

_________________________________________________________________________________________________

Nossa estranha normalidade  

Por Roney Ricardo

Imagine a cena: você está andando de manhã, indo para o trabalho ou para a escola e vai passando pelas pessoas conhecidas da vizinhança, com as quais está acostumado a falar sempre, cumprimentando com um “Olá!” e um “bom dia”. Todos sempre lhe respondem e desejam também o mesmo à você. Quando você pergunta às pessoas: “Como vai?”, elas sempre respondem: “Tudo bem!” Mas num desses dias você se depara com um vizinho e ao fazer essa pergunta ele diz: “Não, não está tudo bem!” Nossa! Que choque. Já reparou que não estamos prontos para ouvir essa resposta? Leia mais clicando em Nossa estranha normalidade – Roney Ricardo

_________________________________________________________________________________________________

Movimento Pentecostal: porque permaneço e porque não permaneceria

Por Roney Ricardo

Permaneço porque aqui conheci Jesus,

e aqui tive um encontro pessoal com Ele.

Permaneço porque aqui conheci a Bíblia,

e esse livro tem sido uma dádiva divina para mim.

Mas não permaneceria porque Jesus já não tem tanto

lugar assim entre nós,

afinal, os homens O tem preterido.

Não permaneceria porque a Bíblia embora presente,

há muito vem sendo esquecida.

Permaneço porque aqui conheci a oração,

a devoção, a comunhão e a presença de Deus… Leia mais clicando em Porque permaneço e porque não permaneceria – Roney Ricardo

_________________________________________________________________________________________________

A importância e necessidade da interpretação bíblica  

Por Roney Ricardo

A interpretação de textos talvez esteja mais presente em nosso cotidiano do que tenhamos imaginado. Ao recebermos um e-mail, uma carta, um SMS por celular ou ainda uma mensagem escrita via Wahtsapp e é claro, em nossas leituras da Bíblia, seja nos nossos momentos devocionais ou nos momentos de culto e assim por diante. Todos esses textos precisam ser primeiro interpretados por nós, para que depois possamos receber e compreender a mensagem contida neles. Diante disso, algumas perguntas pertinentes nosso ocorrem nesse momento: Afinal de contas, a leitura de um determinado texto permite mais de uma interpretação? Se permite, isso se aplica à leitura da Bíblia? Pois bem, consideremos a seguir essas e outras questões importantes relacionadas à interpretação das Sagradas Escrituras… Leia mais clicando em A importância e necessidade da interpretação bíblica – Roney Ricardo

_________________________________________________________________________________________________

Editoras evangélicas e o Reino de Deus  

Por Roney Ricardo

Aviso: eu estava inspirado quando escrevi esse texto! Se não concordar com tudo aqui, por favor paute-se pela caridade cristã em relação a mim.

Prezado leitor e prezada leitora, estamos convencidos de que o trabalho das editoras evangélicas no Brasil é muito relevante dado o potencial que elas tem para compartilhar livros de qualidade, de bom conteúdo, para o nosso povo brasileiro que, inclusive, precisa ler mais, e ler boa literatura. Infelizmente, tem-se a impressão de que ainda não se tornou cultural que nossas crianças, adolescentes e jovens desenvolvam-se com um livro nas mãos, como acontece na Europa. Ficam expostos excessivamente ao conteúdo nada pedagógico da programação da TV brasileira que, aliás, é uma ofensa ao bom senso… Leia mais clicando em Editoras evangélicas e o Reino de Deus – Roney Ricardo

________________________________________________________________________

A TV e sua influência mundana em nossa casa  

Por Silvio Costa

Não porei coisa má diante dos meus olhos. Odeio a obra daqueles que se desviam; não se me pegará a mim (Sl 101.3). Amados em Cristo; inicio mais um comentário, que com toda certeza tem relação com nossos hábitos pessoais diários – ASSISTIR TV. Queridos, já vou logo avisando que não sou nenhum “santinho do pau-oco” e que assisto TV sim – com moderações é claro… Leia mais clicando em A TV e Sua Influência Mundana em Nossa Casa – por Silvio Costa

_________________________________________________________________________________________________

Um, dois ou três “Isaías”

Por Roney Ricardo

O livro de Isaías possui os escritos que estão entre os mais profundos de toda a literatura bíblica. Numa visão panorâmica do livro, percebemos também a amplitude de temas que compõem o livro. O livro pode ser estudado reconhecendo-se nele três seções[1]: a primeira, englobando os caps. 1 a 39, a segunda, 40 a 55 e a terceira, 56 a 66. A primeira seção tem um caráter de correção, indicação do pecado do povo e dos líderes da nação Israelita. Grande parte da mensagem de Isaías é endereçada a líderes políticos e militares que firmavam alianças com nações estrangeiras e não confiavam no Senhor. Na segunda seção, temos um vibrante discurso de consolo que é direcionado, profeticamente, aos israelitas exilados nas distantes terras da Babilônia. Esta seção já inicia com palavras de grande conforto: “Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus. Falai ao coração de Jerusalém…” (Is 40.1,2a). A terceira seção, que compreende os caps. 56 a 66 avança no tempo, com mensagens aos judeus repatriados da Babilônia. A descrição das condições históricas contida nesta última seção indica uma época por vir, posterior às que fazem referência às outras duas seções anteriores do livro… Leia mais clicando em Um, Dois ou Três Isaías – por Roney Ricardo

_________________________________________________________________________________________________

O Brasil é conservador e vai continuar assim por um bom tempo.

Por Robson Aguiar

Ninguém melhor que os evangélicos para defender as minorias. Somos contra toda sorte de violência, ao mesmo passo que defendemos posições duras contra o crime, seja ele praticado por quem quer que seja.

Mas, defendemos valores importantes e antigos, que a escória da sociedade quer destruir, alegando que os tempos são outros e a sociedade mudou. Concordo que estamos vivendo uma nova era e que é preciso nos posicionar em relação a o que há de novo… Leia mais clicando em https://www.facebook.com/prrobsonaguiar/posts/865602503450330

_________________________________________________________________________________________________

Por que seminaristas perdem a fé no seminário?

Por Augustus Nicodemus

Não quero dizer que acontece com todos. Mas, acontece com muitos. Conheço vários casos, inclusive próximos a mim, de jovens cristãos fervorosos, dedicados, crentes, compromissados com Deus, que gostavam de orar e ler a Biblia, que evangelizavam em tempo e fora de tempo, e que depois de entrar no seminário ou faculdade de teologia, esfriaram na fé, se tornaram confusos, críticos, incertos e até cínicos. Como Tomé, não conseguem crer (espero que ao final venham a crer, como graciosamente aconteceu com Tomé).

Existem algumas razões pelas quais casos deste tipo têm se tornado cada vez mais comum. Coloco aqui as que considero mais relevantes… Leia mais clicando em https://www.facebook.com/augustusnicodemus/posts/748838045176692

_________________________________________________________________________________________________

Foto com pessoas famosas?

Por Roney Ricardo

Bem, que fique claro de partida que não tenho aqui a menor intenção de depreciar a imagem e pessoa do Pr. Geziel Gomes, nos comentários que se seguem. Aliás, meus comentários sequer se dirigem a ele. Estou apenas aproveitando a foto. Ele inclusive foi muito atencioso e educado comigo por ocasião dessa foto! Embora muito concorrido, ele fez… Leia mais clicando em https://www.facebook.com/photo.php?fbid=752150494826754&set=a.394593943915746.84528.100000954313837&type=1&theater


12 Comentários

  1. Jose Donizete borges disse:

    Legal é aproveitado quando nos dispomos a compreender a vontade de para nossas vidas.

    Curtir

  2. Mara disse:

    Quanta inspiração de Deus.

    Curtido por 1 pessoa

  3. rubia disse:

    Muito bom,sempre aprendo muito ao ler seus artigos

    Curtir

  4. salatiel disse:

    Deus continue abençoando seu ministério professor !!!

    Curtir

  5. Suely Xavier disse:

    Li seu belíssimo artigo (quase poema) “Movimento pentecostal: por que permaneço e por que não permaneceria” e me identifiquei totalmente. Que bom encontrar um pastor que pense como a gente! Um abraço fraterno!

    Curtido por 1 pessoa

  6. Paulo Neves disse:

    Pr. Deus continue abençoando sua vida e família…. continue fazendo este belíssimo trabalho, seja firme e constante, sempre abundante no Senhor, por que o seu trabalho não é vão no SENHOR. Graça e Paz!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: